quarta-feira, 18 de novembro de 2009

Não sei se vocês já se deram ao trabalho de reparar, que sempre que problemas e casos que envolvem o nosso Primeiro Ministro, chegam à comunicação social, existe também e em tempo real, um hastear de grandes bandeiras que têm de ser defendidas na Assembleia da Republica?

Há uns tempos atrás, durante o caso Freeport, foi a bandeira do Aborto, uma prioridade absoluta do governo: fazer, ou não referendo; aprovar ou não a lei. Agora que a corrupção e o desemprego estão à solta, aparece a bandeira do Casamento Gay, assunto prioritário para ser resolvido em início de mandato e à frente de tantos outros assuntos importantes e prioritários para a Nação.

Se virmos a coisa por outro prisma, sempre podemos supor que o Casamento Gay é prioritário, pois permitirá criar um novo nicho de oportunidades de emprego e desenvolvimento do empreendorismo no mercado: Afinal de contas, alguém terá que desenvolver e criar, usos e costumes para a realização das cerimónias. Creio que o Presidente da República, ficaria muito feliz, com tal desenvolvimento!

Até quando os eleitores portugueses, vão continuar a cair em tamanha manobra barata de marketing político? Até quando?!

2 Ideia(s):

Jorge Freitas Soares disse...

Concordo contigo, mas neste caso, e até pelos blogs onde se fala do assunto podemos ver isso, quem está a alimentar a polémica é mesmo o pSD que parece que fez disto uma bandeira politica, quem menos fala +e mesmo o PS.

Jorge

Iris R. Costa Barroso disse...

Jorge,

Acho que é ela por ela, talvez para o PSD seja uma forma de se poder manifestar sem ser dizer mal, mas o PS está longe de estar calado, para além disso, foram eles que chamaram o assunto, prepararam o terreno, semearam as sementes e agora riem enquanto vêm a manobra ter sucesso.

Abraço,

Subscribe to RSS Feed Follow me on Twitter!