terça-feira, 2 de dezembro de 2008

 
 
Mesmo aquelas que vão sendo criadas ao longo do tempo num grupo restrito de pessoas, a quem alguns chamam família.
São lindas porque nos ajudam a recordar o quão importante é o trabalho em grupo, o quão forte pode ser uma família unida, o quão pouco importante é tudo aquilo, que por ser negativo e externo ao nosso grupo, não nos pode afectar e principalmente porque nos obriga a encontrar ainda mais vezes e a reforçar os laços que nos unem.
 
Mas para além de lindas são divertidas e este fim-de-semana voltou a provar isso mesmo. Graúdos e miúdos divertiram-se como reis, num dos cenários mais lindos do Mundo, mas como uma imagem vale mais que mil palavras, vejam vocês mesmos, no novo slide show, que coloquei na barra lateral, espero que gostem!

5 Ideia(s):

tragofadonossentidos disse...

Q bonitas fotos e q bonita tradição!

Parabéns!

Mara disse...

Natal Natal =D Upa Upa =D

(vou tentar escrever como uma "pessoa normal" xD)

Bem, Na nossa família as tradições sempre foram cumpridas com muita devoção,por isso não era de esperar algo menos divertido do que este fim de semana!

Tu és a Raínha da Tradições e, com essa imaginação (às vezes demasiado fértil), consegues sempre adaptar todo o tipo de tradições a todos os gostos e idades.

Este foi apenas mais um dos muitos fins de semana super divertidos que já passei contigo =)

Quanto à manutenção das tradições, acho que é muito importante manter os "rituais" familiares para que as pessoas se mantenham unidas, já que o conceito de "família" se está a tornar cada vez mais vago nas cabecinhas ignorantes das novas gerações!

Festejar e conviver com a família não nos torna menos "cool", ao contrário do que pensa a "Geração Morangos Com Açucar"! Por isso mesmo eu ADORO o Pai Natal, o Coelhinho da Páscoa, a Fadinha dos Dentes e todas as pesonagens que, principalmente graças a ti, me fizeram muito feliz na infância, e continuam a fazê-lo na adolescencia!


Feliz Natal !!

Iris R. Costa Barroso disse...

Tragofadonossentidos,

pena a meninop ter estado doente e não ter podido juntar-se a nós. Mas já agora, o menino já está bem e podia ligar para combinar um almocinho, não?! Beijinho.

Mara,

Nunca escreves aqui, mas qnado o fazes até pareces uma pessoa adulta a fazê-lo... Lindo, fizeste-me chorar.

Adoro-te miúda como se fosses umas das filhas que ainda não tive. Amo-te muito. E agora vou parar antes de desatar a chorar mais baba e ranho do que já estou. Hoje sinto-me frágil.

PS.: Obrigada por escreveres em português que eu compreenda. Agradeço o enorme esforço.

tragofadonossentidos disse...

Vês como não custa nada escrever em português Mara!!

Bonito discurso, muito bonito mesmo! Deixaste a Rainha das Tradições de imaginação, por vezes (quase sempre, digo eu) demasiado fertil muito emocionada, quase a ponto de já não saber escrever!! Logo ela!! :-)

xoxo

Mara disse...

Concordo, o priminho anda muito desaparecido!

Espero ver-te em breve, já tenho saudades!

Ok, eu admito, escrever em português às vezes até sabe bem!

Não estranho a minha prima ter chorado, porque ela é uma verdadeira CHORONA!! Se não chorasse de emoção, chorava de tanto rir =D .

Saudades dos priminhos!

Beijos!!

Subscribe to RSS Feed Follow me on Twitter!