sexta-feira, 21 de março de 2008

Quando acordei deparei-me com um lindo dia azul. Um daqueles dias, que nos faz recordar os contos de fadas, de florestas encantadas, de paisagens bucólicas e não pude evitar de me recordar um texto que li há alguns anos. Por isso decidi partilhar com vocês.

A Primavera

Ai, que lumes e perfumes! Ai, como riem os prados! Ai, que alvoradas se ouvem! (Romance popular) No meu entredormir matinal, irrita-me uma endiabrada gritaria do rapazio. Finalmente, sem poder dormir mais, levanto-me, desesperado, da cama. Então ao olhar pela janela aberta, vejo que quem faz barulho são os pássaros. Saio para o horto e dou graças a Deus por este dia Azul. Concerto livre de bicos, fresco e sem fim! A andorinha ondula, caprichosa, o seu gorjeio no poço; o melro assobia sobre a laranja caída; de fogo, o verdilhão palra no sobreiro; o chamariz ri longa e finamente no alto do eucalipto; e, no pinheiro grande, os pardais discutem desaforadamente. Que manhã! O sol põe na Terra a sua alegria de prata e de ouro; borboletas de cem cores brincam por toda a parte, entre as flores, dentro de casa, na fonte. O campo abre-se em estalidos, encrepitações, num fervedouro de vida nova e sã. É como se estivéssemos dentro de um grande favo de luz que fosse o interior de uma imensa e cálida rosa acesa.

Juan Ramon Jimenez - "A Primavera", do livro "Platero e Eu".

Categories: , ,

4 Ideia(s):

Renato disse...

Olá minha querida, passei por aqui para te desejar uma boa pascoa e para te dizer que a Maria partiu para o descanso eterno dos gatos. Partiu precocemente e sem aviso da mesma forma discreta e nobre como viveu. É a vida...!
Beijos para todas vocês.

tragofadonossentidos disse...

Que fresca! Que primaveril! Que amorosa! Quem ler até pode ser levado a acreditar em tanto romantismo, porque quase que conseguimos sentir o cheiro das florinhas a crescer no meio de prados verdejantes.

Lá diz o ditado: "Depois da tempestade vem a bonança." Será que...?

Bjs,
Nuno

Iris R. Costa Barroso disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Iris R. Costa Barroso disse...

Querido Renato;

Fiquei decepcionada por teres utilizado o meu blog para me dar uma notícia destas, mas depois apercebi-me, que utilizo um tom muito intimista aqui e que o blog tem quase um registo de diário e percebi a tua opção.

A Páscoa foi óptima e todos te enviam cumprimentos, beijos e essas coisas.

Devo no entanto dizer-te que o Bigodes, está, desde 3ªFeira, a fazer companhia à Maria.

Fica bem e envia beijos para toda a tua família, da qual sinto saudades sinceras.

Subscribe to RSS Feed Follow me on Twitter!