quarta-feira, 13 de maio de 2009

conversa-de-bar Amigo - Olha lá! Quando é que arranjas alguém?! Já vai sendo tempo! Acho que já chega de carpir.

Eu – Quando for altura acontece! – O meu amigo sorri complacente com a minha teimosia e beija-me a face, enquanto serve um pouco mais de Murganheira, nos flutes, e os Vira-Lata, continuam a tocar.

Amigo – E como é que saberás que chegou a hora? – olhei-o, sem perceber a razão de tanta insistência naquele assunto.

Eu – Sei lá! – Bebo o copo de uma só vez. Aquele assunto deixa-me sempre com sede. – Acho que saberei! – Ele atesta o copo com um sorriso parvo.

Amigo – Isso parece-me algo demasiado ambíguo, mesmo para ti! – Ri! Eu, no entanto,  apenas desejava continuar a ouvir a banda, sem mais palavras que não as das letras das músicas.

Eu – Como é que sabemos que temos que nascer?! – Balbuciei, sem grande esperança de que ele viesse a compreender algo que apenas atirei para o ar, de forma a terminar com a conversa. Ele encolheu os ombros e bebeu o espumante fresco enquanto digeria o que eu havia dito.

Amigo – Nesse dia nascerás de novo! – Constata com o copo na mão e o olhar perdido no palco.

Eu – Quem sabe! – Rio-me por não ter, minimamente, mais nada a dizer.

Categories: , , , ,

6 Ideia(s):

entremares disse...

Pegando no post anterior, apetece completar este. Não te parece que às vezes, as conversas de madrugada num bar são também o nosso "reset" do dia que passou ?

Eu às vezes sinto isso...

Iris R. Costa Barroso disse...

Entremares,

Creio que é exactamente por isso, que lhe chamamos descomprimir, porque é uma forma de podermos ignorar os problemas, deixá-los para trás e simplesmente expandirmos o nosso bem-estar, a nossa boa-disposição, o nosso verdadeiro Eu.

Muito bem apanhada. Também sinto isso... a happy hour, como os americanos, tão sabiamente lhe chamam.

Um abraço.

Nuno disse...

Concordo convosvo... É uma forma de "zerarmos" as nossas emoções e nos prepararmos p a próxima etapa.

De qq forma, a pergunta mantém-se:

"Qd deixas de arranjar desculpas? Não achas q já vai sendo tempo?"

Bjs,

Iris R. Costa Barroso disse...

Nuno,

Isto é que é por um nome, atrás de um anonimato!

Livra!

Para a próxima escarrapacho logo o teu nome. LOL

Nuno disse...

N gosto cá de "anonimatos"...

De qq forma n respondeste à pergunta! ;)

Iris R. Costa Barroso disse...

Nuno,

Como já disse muitas vezes: Quando tiver que acontecer acontece. Eu gosto, suficientemente de mim, para não me apressar, só porque já devia ser.
Gosto muito da minha companhia e da minha liberdade. Não faço questão alguma! Não preciso de um homem para me sentir mais mulher. Mas obrigada pela preocupação.

Beijos,

Subscribe to RSS Feed Follow me on Twitter!