terça-feira, 12 de maio de 2009

25622Uma amiga muito querida, andava feliz há dois anos, a viver com quem ela pensava ser a sua cara-metade, quando de repente e do nada, o rapaz chega uma noite a casa e depois do jantar preparado por ela, diz:

- Não estou preparado para uma relação séria. Sabes que eu vejo em ti uma amiga muito especial, uma grande amiga. Acho que esta nossa predisposição para vivermos juntos assim tão bem, deve vir de uma relação Kármica, passada, onde tu deves ter sido minha mãe. Mas sabes, tal como em todas as relações entre mães e filhos, está na hora de eu sair de casa e de tu me deixares ir.

Não admira que a minha amiga não se consiga encontrar depois deste duro golpe.  Reencontrar o seu Eu, o seu amor próprio, a sua auto-estima e não admira (por mais absurdo que eu ache) que ela tenha tentado acabar com tudo. Talvez tenha sido a sua forma tortuosa de gritar que queria começar do zero, esquecer todo o passado, olvidar todo o Karma (como começo a odiar esta palavra).

É que em meia dúzia de baboseiras romantizadas, aquele espécime de energúmeno, reduziu-a a uma presença fantasmagórica, a uma alma transviada, perdida no tempo e agarrada, aprisionada, agrilhoada a uma existência onde é obrigada a viver, vezes sem conta, as mesmas relações, a ser mãe sem nunca ter parido, a ser amiga quando queria ser amante, a ser nada quando queria ser tudo.

Mas amor, tudo isso não interessa, eles não interessam. Tu não és menos mulher apenas porque os homens vivem, eternamente, num complexo freudiano, onde Édipo e o Peter Pan, são os modelos a seguir. Tu não és menos mulher, simplesmente porque esse “bife” idiota ainda não era o homem certo para ti!

Tu és linda, inteligente, divertida, emotiva, cheia de salero latino e não existe nada no Mundo que mereça a tua vida e nada que apague a tua ausência.

Por favor acorda! Volta para ti. Volta para junto daqueles que te amam incondicionalmente: a tua família, os teus amigos.

Eu aguardo-te com os meus dois braços abertos!

 

 

P.S.:  Darren, meu querido! Podes ter os cinturões negros todos que quiseres, mas se eu te apanhar em Portugal, ou noutro local qualquer, podes ter a certeza que te enfio a relação Kármica, por um certo orifício.

24 Ideia(s):

John Doe disse...

Há coisas que realmente não lembram ao diabo... Chiça...

Saltos Altos Vermelhos disse...

ai fónix! anda tudo maluco! O gajo precisava era de uma porrada!!!
e a tua amiga que fica firme e forte pois esse gajo não a merece! Ela é muitooo melhor!

Kruzes Kanhoto disse...

Estas modernices matam-me!

Teia de Textos disse...

Gostei muito do seu blog!
Voltarei outras vezes!

David Santos disse...

E se tivesse sido ao contrário? Se fosse a tua amiga a deixar a cara metade? Não me lembro de alguma vez ter visto fumo sem haver fogo...

Iris R. Costa Barroso disse...

John,

Não, realmente não lembra, ou será que lembrou e por isso aconteceram?

Iris R. Costa Barroso disse...

Saltos,

Anda mesmo tudo maluco...

Também espero que ela fique bem.

Um amigo nosso já está de passagem marcada para a ir buscar, antes que ela tente qualquer coisa de novo.

Obrigada pela força.

Iris R. Costa Barroso disse...

Teia,

Obrigada! Volte sempre que eu prometo momentos mais felizes...

Iris R. Costa Barroso disse...

David,

O que está em causa não é quem deixou quem, nem quem tem culpa do quê! Pena que não te tenhas apercebido disso.

O problema está nas barbaridades ditas e isso, não foi ela quem o fez.

Bjs,

Iris R. Costa Barroso disse...

Kruzes,

E que modernices...

Antes os homens quando acabavam com uma mulher era por causa de outra (ou de outro...), ou prque as oisas não estavam a correr bem!Aagora, é por causa do Karma...

Anónimo disse...

Iris,

O que dizer num aso destes, se não desejar que a tua amiga ganhe juízo e muita força para ultrapassar este problema!

Que ela compreenda que a vida dela é muito mais importante que qualquer dor provocada por ma relação e que na realidade, são estes soluços que a vida nos destina, que nos fazem crescer, ficar mais fortes e que preenchem a nossa existência.

Melhor amar e sofrer, do que nunca amar.

Espero que ela volte para os amigos e familiares e que vença esta batalha.

Um abraço,

Ana Aguiar

art.soul disse...

o que ele lhe disse são as chamadas desculpas esfarrapadas de alguém que não acredita num futuro a dois.
ainda é tudo muito recente mas vai chegar uma altura em que ela vai perceber que ELE não a merecia!
e tudo terá outra côr!
dá-lhe força!
beijinhos

Woody disse...

Que versão tão perversa e esotérica do bom, velho e cruel "não és tu, sou eu"...

Boa sorte para a tua amiga! Sei que é um lugar comum, mas há males que vêm por bem...

Humildevaidade disse...

Que pateta... "bem quero acabar com ela, mas como.. já sei: invoco o karma e depois digo que ela já foi certamente minha mãe e, e, e depois disso... finitu! Duvido que ela recupere..." É demais, mas foi estratega o rapaz... é por demais desagradável compararem-nos com as mamãs...

Gostei do teu blogue.

*

Iris R. Costa Barroso disse...

Ana,

Obrigada! Como sempre sábias palavras!

Eu também tenho esperanças que ela irá ganhar juízo.

Um beijo

Iris R. Costa Barroso disse...

art.soul,

Antes de mais obrigada pela visita por aqui. Gostei muito do teu blog e passarei a segui-lo com dedicação.

E tens razão; mais esfarrapado, seria impossível.

Bj

Iris R. Costa Barroso disse...

Woody,

Bem vindo de novo! Como este cantinho já sentia a tua falta.

Mas realmente os tempos são outros: "Não és tu, sou eu!" passou a ser "Temos uma ralação kármica, onde algures, deves ter sido minha mãe!"

Beijo

Iris R. Costa Barroso disse...

Humildevaidade,


Pateta, parece-me demasiado simpático!

Obrigada pela visita!

A Bolotinha disse...

...engraçado , só ao final de 2 anos viu que era uma relaçao com KARMA!!!!eu dava-lhe o Karma ai isso dava!!!

Iris R. Costa Barroso disse...

Bolotinha,

Tu e, pelos vistos, muita gente.

Ninguém critica mais nada, até porque "entre marido e mulher, que ninguém meta a colher", mas a verdade é que o que ele disse, não cabe na cabeça de ninguém.

Bem Vinda!

Nuno disse...

Como alguém já disse p aqui, há males q vêm p bem... Todas as coisas têm um propósito, cabendo-nos a nós conseguir decortinar qual é. :)

A dita amiga está ao me lado a ouvir todos os comentários (lidos p mim) e manda um grande beijinho para todos e agradece a força q lhe estão a dar e p a terem conseguido fazer rir.

Posso assegurar-vos q o seu estado de espírito é de tristeza, de perca; m c o firme propósito de seguir em frente c coisas q a façam feliz.

Bjs,

Nuno

Iris R. Costa Barroso disse...

Nuno,

Folgo em saber que ela está a ler isto.

Espero-vos hoje à noite, telefona quando chegarem e livra-te de não a trazeres.

Beijos aos dois

Anónimo disse...

Esta nunca tinha ouvido, mas que o rapazito tem imaginação lá isso tem Iris.
E como não deve ser um homem lhe chamo de rapazito, pois só pode.
Espero que nesta altura ja a tua amiga tenha seguido em frente e seja feliz porque na vida ha muita coisa bonita para ser vivida e pelos vistos esta não era para ser bonita.
Beijos linda
Carla Ramos

Iris R. Costa Barroso disse...

Carla (tia queridinha e fofinha e pequenina da sobrinha dela)

O Nuno foi buscá-la a Londres o Sábado passado, mas ainda não está bem. Tentamos passar máximo de tempo possível com ela e está a ser acompanhada por um psicólogo, mas a coisa está complicada.

Este fim de semana vamos estar todos juntos em Alvega na casa do Nuno e vamos ver se conseguimos mostrar-lhe o outro lado das coisas...

A ver vamos!

Subscribe to RSS Feed Follow me on Twitter!